quarta-feira,

22/05/2024

Joinville/SC

Search
Close this search box.

Desnecessário : Acidente na Serra Dona Francisca causa correria aos mercados para compra de água

O tombamento de uma carreta no início da manhã desta segunda-feira, 29, na altura do KM 15 da Serra Dona Francisca, que transportava ácido sulfônico gerou uma corrida da população aos mercados em busca de água mineral.

Muitos estabelecimentos registraram filas enormes em busca de água, e bombonas de 20 litros desapareceram rapidamente de alguns supermercados.

É importante destacar que, apesar da procura intensa, não há falta de abastecimento de água mineral nos mercados.

As redes de supermercados estão bem abastecidas, e a população pode continuar comprando água conforme a necessidade, sem receios de desabastecimento.

Ações de contenção

Devido ao acidente, a Prefeitura e a Companhia Águas de Joinville fecharam preventivamente a captação de água na Estação de Tratamento de Água Cubatão.

Com isso, é esperada a falta de água em aproximadamente 75% da cidade.

Além da atuação das equipes técnicas da Companhia Águas de Joinville na análise da água, a Prefeitura de Joinville está com equipes de trabalho no local.

O prefeito Adriano Silva sobrevoou a região ainda durante a manhã desta segunda-feira para avaliar a situação.

Equipes da Defesa Civil da cidade e também da Secretaria do Meio Ambiente (Sama), por meio da unidade de Gestão Ambiental, estão no local para ajudar nas medidas de contenção e orientar em relação às questões técnicas necessárias.

Retomada gradual da produção de Água após acidente na Serra Dona Francisca

O prefeito Adriano Silva divulgou um vídeo gravado na Estação de Tratamento de Água do Cubatão, informando que nas próximas horas será retomada a produção de água.

A captação de água foi interrompida no momento do acidente.

A Companhia Águas de Joinville assegura que a água distribuída à população não está contaminada pelo produto que atingiu o afluente do Rio Seco.

Técnicos da companhia realizam análises constantes para garantir a ausência de resquícios do produto químico, observando uma rápida redução nos níveis dos reservatórios. O

prefeito Adriano acompanhou os testes realizados no laboratório da companhia, indicando uma melhora significativa na presença do “detergente” no rio.

A previsão é que os índices voltem ao normal entre a madrugada e a manhã de terça-feira (30). De acordo com o prefeito, assim que possível, o tratamento de água na estação do Cubatão será retomado, reforçando a solicitação para que a população continue economizando água.

Sobre a substância

A substância que estava sendo transportada é Ácido Lineal Alquilbenceno Sulfônico (LAS), em concentração de 90%. Na indústria química, é utilizado como matéria ativa na elaboração de detergentes, xampus e cremes dentais.

Em concentrações normais, o Ácido Lineal Alquilbenceno Sulfônico não apresenta características tóxicas para humanos, fauna ou flora.

O alto potencial como componente espumante pode ser visualizado pela produção de uma grande quantidade de espuma com alta densidade no leito do rio.

A substância é biodegradável em todo o processo de fabricação e produção, resultando em compostos não nocivos, como água, anidrido carbônico, sulfato sólido e biomassa, com uma taxa de biodegradabilidade superior a 98%. 

Você não pode copiar o conteúdo desta página
Pular para o conteúdo