Quarta, 10/08/2022
Joinville - SC

Delegado alerta sobre crimes de “sextorsão”, em Joinville

julho 19, 2022
Delegado alerta sobre crimes de “sextorsão”, em Joinville
Compartilhar
Ouvir publicação

A tecnologia está presente na vida de todo cidadão. Mas, infelizmente, é usada por criminosos para golpes em redes sociais. A mais nova modalidade é o crime de “Sextorsão”. Para combater a esse crime, a Polícia Civil conta com uma equipe exclusiva para a solução destes casos em Joinville.

A unidade especializada em estelionatos e outras fraudes, faz parte da Divisão de Investigação Criminal (DIC), sob a coordenação do delegado Murilo Batalha.

“Recebemos de três a quatro denúncias diárias de crime de sextorsão. Esse número pode ser ainda maior, já que muitas pessoas têm vergonha de denunciar”, afirmou batalha.

Como é realizado o crime

Essa modalidade de crime está crescendo em Joinville. Em uma conversa em redes sociais a vítima troca imagens íntimas com o criminoso, que se passa por uma jovem. Após, um terceiro criminoso entra em contato com a vítima se dizendo pai da jovem e que filha é menor de idade.

Assim, o criminoso passa a chantagear a vítima, pedindo dinheiro pelos danos causados. Caso contrário, o estelionatário ameaça procurar a polícia.

Por vezes, os golpistas se dizem policiais civis, como foi o caso de uma quadrilha que aplicava esse tipo de golpe. Eles foram presos no Rio Grande do Sul após uma investigação da DIC de Joinville.

“As vítimas, com medo de exposição, pagam via Pix. Teve caso de 13 mil reais, um de 150 mil reais. Os criminosos fazem a extorsão até tirar o máximo possível das vítimas”, explicou o delegado.

Cartilha informativa

No site da Polícia Civil de Santa Catarina, a população tem acesso à uma cartilha informativa contendo os principais golpes realizados no estado, dicas de como se prevenir de cada um deles e orientações de como agir, caso a pessoa já tenha sido vítima. Baixe clicando aqui.

Outra forma de denúncia é fazendo um Boletim de Ocorrência de forma virtual ou presencial em uma delegacia. Em caso de flagrante de ação, a vítima pode também realizar a denúncia no telefone 181 da Polícia Civil.

Veja as dicas de segurança com o delegado Murilo Batalha:

Block