segunda-feira,

15/04/2024

Joinville/SC

Search
Close this search box.

Defesa Civil de Joinville orienta sobre cuidados em banhos de rios

Com as altas temperaturas desta época do ano, os rios nas áreas rurais de Joinville são muito procurados por visitantes que querem se refrescar na natureza.

Mas, alguns cuidados devem ser tomados para evitar acidentes como afogamentos.

A Defesa Civil de Joinville orienta sobre o que fazer antes e durante o lazer nos banhos de rios.

O gerente da Defesa Civil de Joinville, Maiko Richter, diz que é preciso observar o local de banho.

“A gente indica que a pessoa que tenha mais familiaridade com o banho em rio, que ela entre, reconheça um lugar seguro, consiga identificar profundidade, se tem correnteza, se tem poço, se há troncos depositados, uma característica dos nossos rios”, diz Maiko.

Outra dica importante é levar algo flutuante, como uma boia ou uma bola, que possa ser lançada até a pessoa que está precisando de ajuda na água

. O gerente explica que é preciso ter atenção redobrada com crianças e nunca deixá-las sozinhas.

“As crianças devem sempre estar com boias ou coletes. Qualquer segundo de distração pode ocasionar uma tragédia”, pontua o gerente.

Mais um ponto a ser observado durante o lazer nos rios são as condições climáticas do local.

“Nessa época de verão, o tempo altera com muita rapidez, e podem ocorrer cabeças d’água, o que pode levar a acidentes maiores. Nesses casos, o banhista deve sair imediatamente do rio”, diz Maiko.

A cabeça d’ água ocorre quando a chuva forte causa o aumento repentino da correnteza e volume da água.

Na região de Joinville, pode ocorrer, por exemplo, em cachoeiras e em rios que recebem influência da chuva na serra.

A Defesa Civil de Joinville realiza desde 2004, com a ajuda de voluntários, o Projeto Piava – Prevenção a Incidentes e Afogamento no Verão em Água Doce.

“O projeto visa a prevenção de afogamentos, mas também de outros tipos de acidentes como escorregões, muitas vezes, as pessoas mergulham e acabam atingindo a cabeça em uma pedra. Por isso, orientamos a não mergulhar e prevenir qualquer incidente”, conta Maiko.

Orientações de educação ambiental

– Não fazer fogueiras nos locais de vegetação o que pode ocasionar incêndio
– Levar o lixo de volta, não deixar na natureza
– Estacionar em locais que não atrapalhe o deslocamento de outros veículos
– Não utilizar som alto
– Evitar bebida alcoólica

Cuidados nos rios

– Sempre deve ter um adulto supervisionando a criança nos rios
– Escolha um lugar seguro
– Conheça a profundidade do rio
– Observe a correnteza
– Verifique a existência de obstáculos como troncos, pedras ou galhos
– Observe as condições climáticas, como as enxurradas
– Evitar mergulhar, pois os incidentes mais sérios ocorrem em mergulhos
– No caso de afogamentos, procure materiais flutuantes como boias e bolas para arremessar para a pessoa na água e chame ajuda dos Bombeiros Voluntários pelo 193

Você não pode copiar o conteúdo desta página
Pular para o conteúdo