quarta-feira,

22/05/2024

Joinville/SC

Search
Close this search box.

Defesa Civil de Joinville monitora áreas alagadas no Jardim Sofia e no Vila Nova

Durante a tarde desta terça-feira (23), a chuva deu uma trégua em Joinville, o que ajudou a baixar o nível dos rios da região central e zona Sul da cidade.

Já na região Norte, especialmente no Jardim Sofia, desde o início da manhã, o Rio Cubatão apresentou elevação no nível.

O Rio Águas Vermelhas, no bairro Vila Nova, também transbordou próximo à Rua Bento Torquato da Rocha.

A elevação desses rios ocorreu em razão do grande acumulado de chuva durante a madrugada e manhã, especialmente na região da serra.

Na região do Jardim Sofia, a Defesa Civil não recebeu nenhuma solicitação de apoio para acolhimento de famílias que deixaram suas casas.

Elas foram abrigadas na residência de amigos e parentes.

A Defesa Civil mantém o monitoramento e, caso tenha necessidade, aciona a Secretaria de Assistência Social para a abertura de abrigos.

O Plano de Contingência permanece em Alerta Laranja.

Nesta terça-feira (23), entre meia-noite e 16h, o acumulado de chuva variou entre 35 e 50 milímetros dependendo da região da cidade.

Desde o início de segunda-feira, foram atendidas 26 ocorrências pela Defesa Civil.

Os casos estão relacionados a deslizamentos, quedas de muro e árvore, pontos de alagamento e vistoria de áreas de risco.

A previsão é que a chuva persistente continue até o fim do dia de quarta-feira (24/1). O alerta para risco de deslizamento continua alto.

A Defesa Civil pode ser acionada pelo número 199 e os Bombeiros Voluntários pelo 193.

Os dois homens que ficaram feridos após um muro desabar no Vila Nova permanecem internados no Hospital São José e o estado de saúde é considerado estável.

Orientações em caso de chuva volumosa

– Evite contato com a água em áreas alagadas
– Não passe em pontes que estejam submersas
– Tenha cuidado com crianças próximas de rios, por causa da correnteza
– Fique atento ao risco de deslizamento, com a movimentação de terra em morro, rachaduras em paredes e muro e inclinação de postes e árvores
– Procure um lugar seguro para se abrigar longe de árvores, placas, postes ou outros objetos que possam ser arremessados com a força do vento
– Dentro de imóveis, fique longe de janelas e desligue aparelhos eletrônicos
– Cuidado com o aumento do volume e correnteza em rios e cachoeiras

Você não pode copiar o conteúdo desta página
Pular para o conteúdo