Quinta, 02/12/2021
Joinville - SC

Comissão de Saúde debate a importância da amamentação

agosto 27, 2021
Comissão de Saúde debate a importância da amamentação
Compartilhar
Ouvir publicação

O incentivo à amamentação pautou uma reunião extraordinária da Comissão de Saúde nesta quinta-feira (26). Vereadores e convidados conversaram sobre os benefícios do leite materno e discutiram medidas para ajudar a divulgar o ato de amamentar. O mês de agosto é o mês da Campanha Nacional de Amamentação, conhecida como “Agosto Dourado”. O debate na comissão foi proposto por Mauricinho Soares (MDB).

O aleitamento materno é considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como o processo exclusivo para a alimentação de crianças com até seis meses de idade. Porém, no Brasil, conforme dados apresentados pela pediatra da Secretaria Municipal de Saúde, Fátima Mucha, apenas 45% cumpre essa recomendação.

A consultora em amamentação, Gislene Ramos, apontou que a desinformação e a falta de apoio de parceiros, família e sociedade como limitadores da amamentação no Brasil. O retorno precoce ao trabalho também foi apontado por Gislene.

Por conta desse último argumento, a consultora pediu apoio dos vereadores para o incentivo da ampliação para seis meses o período de licença maternidade, e para 20 dias o período de licença paternidade, para trabalhadores da iniciativa privada em Joinville e assim “transformar a cidade em modelo em amamentação”. Esses períodos já são praticados no serviço público municipal.

Além da importância do aleitamento na prevenção de doenças crônicas das crianças, Gislene também comentou sobre o processo como ferramenta na prevenção de doenças para as mães. Segundo ela, “quanto mais amamenta, menor o risco de câncer de mama, câncer de ovário e câncer de útero”.

Comissão de Saúde

Uma das sugestões levantadas pelos vereadores partiu de Cassiano Ucker (Cidadania). O vereador sugeriu a exposição de materiais explicativos nas unidades de saúde do município. Já Henrique Deckmann (MDB) propôs que fosse organizado um “mamaço” em frente ao prédio da CVJ, ainda no mês de agosto, e cumprindo as regras de distanciamento em virtude da pandemia, como um incentivo a amamentação.

A proposta foi contestada por Wilian Tonezi (Patriota), que a considerou de “muito mau gosto”. Tonezi avaliou como importante a política pública de incentivo a amamentação, mas descartou apoiar o evento em frente à CVJ. A opinião de Tonezi foi apoiada por Mauricinho. Já Ucker disse entender a posição de Tonezi, mas defendeu que a intenção de Deckmann era “promover um ato que precisa ser estimulado”.

Participou também da comissão o vereador Kiko do Restaurante (PSD). Jornalismo CVJ

Siga-nos no nosso Instagram para receber notícias da região direto no seu celular. Para participar, basta CLICAR AQUI 

Block