Quinta, 27/01/2022
Joinville - SC

Colônia de Pescadores de São Francisco do Sul comemora 100 anos de Fundação

outubro 24, 2021
Colônia de Pescadores de São Francisco do Sul comemora 100 anos de Fundação
Compartilhar
Ouvir publicação

Em 25 de outubro de 1921 foi fundada, em São Francisco do Sul, a Colônia de Pescadores Nossa Senhora da Graça, a mais antiga entre as 38 existentes em Santa Catarina.

 

A iniciativa seguia determinação do então presidente da República, Epitácio Pessoa, que visava a nacionalização e aperfeiçoamento da pesca no Brasil.

Naquela data, com o apoio dos pescadores locais, o funcionário público da alfândega da cidade Arnaldo São Thiago foi eleito o primeiro presidente da Colônia.  A sua missão era cadastrar os pescadores artesanais para torná-los profissionais, além de repassar as orientações legais, já que daquele período em diante passariam a ser fiscalizados.

Ao mesmo tempo, ajudaria no processo de organização das demandas burocráticas junto aos órgãos públicos, para poderem obter os benefícios legais. Um século depois, a Colônia Z-02 continua dando essa mesma assistência aos 1,5 mil pescadores filiados, que são parceiros do Porto de São Francisco do Sul em diversos programas ambientais.

“O nosso papel é defender os direitos dos pescadores e auxiliá-los para obter o seguro defeso, auxílio-doença e auxílio-natalidade, entre outras funções”, explica o atual presidente, Antônio Pedro de Oliveira, de 70 anos, que ocupa o cargo desde 2011.

Principal escola da Colônia no edifício do abrigo “Frederico Vilar” Rua da República (Acervo Colônia Z-02)

Cooperação com o meio ambiente

O Porto de São Francisco do Sul desenvolve vários programas ambientais junto aos
pescadores artesanais da região, filiados à Colônia. Um deles, abrange dezenas de pescadores no programa de ‘Monitoramento da Pesca Artesanal’. Periodicamente, eles preenchem uma ficha com os dados das suas atividades diárias na Baía da Babitonga, apontando os locais de pesca e a quantidade e tipo de peixe capturado, além de indicar o tipo de embarcação e os profissionais envolvidos na atividade.

Já o programa ‘SOS Oceanos’ tem como objetivo minimizar a poluição do mar gerada pelos resíduos, incentivando o recolhimento do lixo, além de dar a destinação adequada ao óleo usado pelas embarcações.

Para o presidente do Porto, Cleverton Vieira, os pescadores foram os precursores das atividades portuárias em São Francisco e contribuíram enormemente para o desenvolvimento da região.

“Nossa homenagem aos profissionais que fazem parte da centenária Colônia, entidade
que cumpre um papel fundamental na defesa dos direitos dos pescadores artesanais”. Precursora da educação em São Francisco A fundação da Colônia Nossa Senhora da Graça impulsionou a educação básica em São Francisco do Sul.

“Influenciado pelo projeto civilizatório empreendido pelo capitão Frederico Villar, representante da Marinha do Brasil, Arnaldo São Thiago inicia a construção de várias escolas para filhos de pescadores na cidade”, explica a historiadora francisquense Andrea Oliveira.

Ele pesquisou o tema na sua dissertação de mestrado na UFSC, sobre a História da Educação em São Francisco do Sul. Em 1924, de acordo com o levantamento, já existiam 12 escolas em funcionamento, que contavam com 461 alunos.

Na década de 1930, algumas escolas da Colônia de Pesca foram municipalizadas, como a escola Coronel Oliveira, de Laranjeiras, e outras, estadualizadas, como a escola Alvim Pessoa, do Rocio Pequeno.

Tela de B. Ferrari, de 1911 (Acervo do Museu Histórico de São Francisco do Sul)

 

Siga-nos no nosso Instagram para receber notícias da região direto no seu celular. Para participar, basta CLICAR AQUI 

Block