Sexta, 24/09/2021
Joinville - SC
janeiro 9, 2020
Compartilhar
Ouvir publicação

Há cerca de seis meses, Carolina e Vinicius*, um casal que reside em Camború tem recebido um acréscimo de R$79,90 em sua fatura mensal de luz da Celesc. Esse acréscimo consta na conta como um convênio com a empresa “Luz Tecnologia”.

Participe do grupo de TELEGRAM  do Aconteceu em Joinville – Cliqu e Aqui

Participe das PROMOÇÕES  do  AJ no You Tube –  Clique aqui e se inscreva

Siga-nos também no Instagram!  Clique Aqui

[ads1]

[ads2]

Durante esses meses, ambos pensaram que se tratava de um valor referente à “bandeira vermelha”. Porém, na última semana, descobriram através de um relato publicado no Facebook que outras pessoas estavam passando pela mesma situação e que a cobrança seria de empresas terceiras, sem a devida autorização dos consumidores.

No caso dos moradores de Camboriú a cobrança é de uma empresa chamada Encontre Fácil, que comercializa anúncios na internet. “Eles colocaram na fatura ‘Luz Tecnologia’, uma coisa que não tem nada a ver com o nome deles”, comentam indignados.

A partir disso, Vinicius* percebeu que se tratava de um telefonema recebido meses atrás, o qual a Encontre Fácil entrou em contato pedindo a autorização para divulgar a empresa da família em um site de buscas. Pediram alguns dados e enviaram um e-mail. “Mas em nenhum momento eles comentaram da cobrança. Não falaram que viria na conta da Celesc, que isso teria um custo, que viria um boleto. Nada.”, conta a vítima.

Após descobrirem do que se tratava, Carolina* entrou em contato com a empresa Encontre Fácil, e eles informaram que teria a autorização do marido, foi então que ela pediu a comprovação através da gravação do áudio da ligação que aprovaria a cobrança deste valor na conta de luz. “Eles não tinham o áudio, então disseram que iam reembolsá-la”, diz Vinicius*. Além disso, ele ainda comenta que a ligação foi feita para ele e que os dados de sua empresa estão em seu nome, mas que a conta de luz da Celesc está no nome da esposa.

No Facebook, a publicação, que já conta com cerca de 600 comentários com usuários de diversas cidades do estado, traz diversos relatos parecidos, sendo que alguns afirmam não ter recebido qualquer ligação. Além disso, os nomes da cobrança nas faturas variam ou até mesmo vem em nome de planos de saúde não autorizados.

Publicação no Facebook já conta com diversos relatos semelhantes

O Linha Popular entrou em contato com a Celesc para saber como funciona este tipo de cobrança e o que deve ser feito. Em resposta, a assessoria da Celesc afirma que “mantém convênio com cerca de 800 empresas que têm autorização para permitir a cobrança de valores de terceiros via fatura de energia elétrica, sendo que as conveniadas tanto podem ser entidades carentes quanto empresas privadas.

Para ser efetivada tal cobrança, é necessário que o titular da fatura autorize o serviço quando este for oferecido através do Call Center ou presencialmente na própria empresa conveniada.” Além disso, a distribuidora de energia elétrica explica que este tipo de cobrança pode ser cancelada a qualquer momento diretamente com a empresa conveniada, e que qualquer irregularidade na fatura, o consumidor deve registrar a situação pelo 0800 48 0120 para que a equipe responsável averigue o caso.

Depois do contato com a Encontre Fácil, foi estabelecido um prazo de 48h para o reembolso ao casal Carolina e Vinicius*, prazo este que termina na tarde desta quarta-feira (08). “Isso poderia gerar um processo, algo que a gente não quer, a gente só quer o nosso dinheiro de volta”, afirma.

*Os nomes são ficticios para manter a identidade das fontes, que preferiram não ter seus nomes divulgados. Fonte linhapopular.com.br/

Siga-nos também no Instagram!  Clique Aqui

[ads1]

[ads2]

 

 

Block