Quinta, 16/09/2021
Joinville - SC
fevereiro 5, 2020
Compartilhar
Ouvir publicação

A cidade de Garuva foi fortemente afetada pela chuva nesta terça-feira (04). Os dados da Defesa Civil apontam que choveu em apenas 12 horas o número de 181 milímetros, valor mais que o esperado para todo o mês de fevereiro na cidade, quando a média do acumulado de chuvas em 29 dias é de 161 milímetros.

 a
 a

[ads1]

[ads2]

A Defesa Civil com o apoio da Prefeitura Municipal de Garuva e seus servidores, atenderam diversas ocorrências as quais em sua maioria eram alagamentos devido à sobrecarga e entupimento dos sistemas de drenagens das ruas. Uma família foi auxiliada a atravessar um rio para poder chegar em sua residência.

????? ????????????

A Defesa Civil continua analisando e elaborando relatórios, mas estima-se que sejam mais de 15 casas atingidas, com perdas de móveis e eletrodomésticos, a maioria está localizada no bairro Giorgia Paula e Jd. Itamarati.

[ads1]

[ads2]

Além da Chuva forte, lixos e entulhos obstruindo o sistema de drenagem é a principal causa de alagamentos em Garuva. Aponta secretário de Meio Ambiente

Garuva está sendo atingida por um grande volume de chuvas desde a última terça-feira (04) e muitas famílias estão sendo prejudicadas devido aos alagamentos de ruas e residências. Além do grande volume de chuvas que acumulou em um curto período, outra questão traz preocupações, a grande quantidade de lixos e entulhos que contribuíram para os alagamentos pela cidade.

De acordo com a Defesa Civil e dados apontados pela Secretaria de Meio ambiente, em sua maioria as causas dos alagamentos são devido à sobrecarga e entupimento dos sistemas de drenagens das ruas. “Nós ficamos até as 23:00 horas de terça-feira trabalhando pelas ruas da cidade, eu estava junto e ao abrir as bocas de lobo constatei uma grande quantidade de lixo que estava obstruindo a rede de microdrenagem. Isso é muito prejudicial” – afirmou o Secretário de Meio Ambiente, Lauro Raizer.

De acordo com o Secretário Lauro, na semana passada a prefeitura realizou um trabalho de desobstrução das bocas de lobo como forma preventiva, alem disso, equipes da Secretaria de Estratégias Rurais, Infraestrutura e Urbanismo também realizaram a limpeza e remoção de sedimentos de uma vala de macrodrenagem, que se prolonga até o bairro Rio da Onça, em uma extensão aproximada de 1000 metros, fator que impediu um dano ainda maior essa semana. Fonte clicgaruva.com

[ads1]

[ads2]

Block