Quinta, 02/12/2021
Joinville - SC

Cerca de 15 mil alunos retornam às aulas totalmente presenciais na Rede Municipal de Ensino de Joinville

agosto 23, 2021
Cerca de 15 mil alunos retornam às aulas totalmente presenciais na Rede Municipal de Ensino de Joinville
Compartilhar
Ouvir publicação

Nesta segunda-feira (23), cerca de 15,1 mil alunos do 1° ao 3° ano retornaram ao modelo totalmente presencial nas escolas da Rede Municipal de Ensino de Joinville. As unidades foram preparadas para atender a ampliação das turmas em ensino presencial e garantir os protocolos de prevenção à Covid-19. Segundo o Decreto Estadual, o distanciamento entre as carteiras deve ser de um metro nas salas de aula. Nos outros ambientes, como o refeitório, o distanciamento mínimo permanece em 1,5 metro.

 

“Manteremos os protocolos que vêm sendo adotados desde o início do ano, com o distanciamento, o uso de álcool gel, e a higienização de materiais e ambientes de modo que as escolas continuem sendo ambientes seguros”, reforça o secretário de Educação de Joinville, Diego Calegari.

Para os alunos que estavam frequentando o ensino híbrido, o protocolo de prevenção já faz parte do dia a dia. Uma das medidas adotadas é a fila no momento da entrada, com uma parada para higienizar as mãos antes de ingressar na unidade.

“Eles estão mais adaptados nas questões de segurança do que a gente e até fazem com que a nos cuidemos mais, alertando sobre o álcool e a máscara. As crianças se regraram melhor do que os adultos”, afirma a analista financeiro Daniela de Souza Cipriano, mãe de Miguel, de nove anos e aluno do terceiro ano da Escola Municipal Anita Garibaldi.

Daniela acredita que voltar às aulas totalmente presenciais trará benefícios para a aprendizagem do filho, que foi impactada pela pandemia. Em 2020, o menino teve aulas apenas no ensino remoto e, neste ano, apesar de estar frequentando o modelo híbrido desde o início do ano, ainda enfrentava dificuldades para se adaptar à rotina.

O Decreto Estadual estabelece que o ensino remoto deve ser adotado prioritariamente para estudantes que se enquadrem em condições de risco. Nestes casos, os materiais vão continuar sendo postados nas salas de aula virtuais e outras ferramentas, como o “Fale com o Professor” e o tablet com atividades.

Nestes casos e naqueles em que os pais ou responsáveis optarem pelo ensino remoto, é necessário ir até a escola para comunicar a direção.

Retorno gradativo das turmas

As séries iniciais foram escolhidas para a primeira fase de ampliação do modelo presencial por este ser um momento importante para a educação, com a alfabetização, letramento e o ensino da matemática formal. Por se tratar de um processo mais complexo, a presença do professor de forma presencial é considerada essencial.

“Iremos estudar a partir de agora a ampliação para as demais turmas, à medida que os dados nos mostrem que é seguro fazer este movimento”, esclarece Calegari.

A Secretaria de Educação, em parceria com a Secretaria de Saúde, fará o monitoramento dessas ações para avaliar a próxima etapa, que é a ampliação do atendimento dos alunos matriculados entre o 4º e o 9° ano. Por enquanto, eles permanecem no modelo híbrido, frequentando a escola uma semana e realizando as atividades on-line na semana seguinte.

Neste momento, 17 pedagogos que atuam do 1° ao 3° do Ensino Fundamental estão em trabalho remoto por fazerem parte do grupo de risco ou morarem com pessoas com comorbidades. Os critérios para retorno destes profissionais estão em estudo junto à Secretaria de Gestão de Pessoas da Prefeitura de Joinville. A expectativa é que praticamente todos os professores estejam totalmente imunizados até o fim do mês de setembro.

Siga-nos no nosso Instagram para receber notícias da região direto no seu celular. Para participar, basta CLICAR AQUI 

Block