Sabado, 25/09/2021
Joinville - SC
janeiro 20, 2020
Compartilhar
Ouvir publicação

Preocupada com a demora na conclusão das obras de macrodrenagem do rio Mathias, a CDL Joinville se reuniu com a Secretaria de Infraestrutura Urbana (Seinfra) e representantes do consórcio formado pelas empresas Motta Junior, de Joinville, e Ramos Terraplenagem, de Blumenau. O atraso no cronograma e os transtornos causados no Centro da cidade, principalmente na rua Jerônimo Coelho, prejudicam os comerciantes.

Participe das PROMOÇÕES  do  AJ no You Tube –  Clique aqui e se inscreva

Recentemente, as obras começaram na rua Visconde de Taunay. Os empresários temem que elas se arrastem ainda mais na região, como ocorre na rua Jacob Eisenhuth e na Jerônimo Coelho. “Não somos contra as obras, mas queremos que os comerciantes não sejam mais tão impactados”, diz o presidente da CDL Joinville, José Manoel Ramos.

O prazo para encerrar as obras no Centro de Joinville foi novamente prorrogado: passou de junho para setembro de 2020. Toda a macrodrenagem já deveria ter sido concluída em 2016. Apesar dos transtornos causados até agora, a CDL conseguiu estreitar os laços com os representantes do consórcio, que, durante a reunião desta semana, apresentou o cronograma dos próximos meses.

Para solicitar agilidade e diminuir os impactos, o presidente José Manoel procurou, além da Seinfra, a Companhia Águas de Joinville e a Secretaria de Planejamento Urbano e Desenvolvimento Sustentável (Sepud). “Estamos conversando para que os empreendimentos sejam impactados o menos possível com as obras no mês de dezembro, o melhor período para o comércio”, diz José Manoel Ramos.

Siga-nos também no Instagram!  Clique Aqui

[ads1]

[ads2]

Block