Sexta, 23/07/2021
Joinville
março 18, 2020
Compartilhar
Ouvir publicação

Subiu para 291 o número de casos de covid-19–doença causada pelo novo coronavírus– no Brasil. Os dados foram compilados até as 18h10 desta 3ª feira (17.mar.2020) pelo Ministério da Saúde.a

 a

[ads2]

[ads1]

A infecção viral já chegou a 17 Estados, mais o Distrito Federal. As unidades federativas com mais casos são São Paulo (164) e Rio de Janeiro (33), onde foram registradas transmissões comunitárias, ou seja, sem a possibilidade de identificar como foi o contágio. Eis a íntegra (3 MB) de apresentação feita pelo Ministério da Saúde.

Mais cedo, o Ministério da Saúde confirmou a morte de 1 homem de 62 anos, também em São Paulo. Ele foi a 1ª vítima fatal da doença no país. Há ainda 8.819 casos suspeitos. Outros 1.890 foram descartados.

De acordo com a pasta, dos casos confirmados, 16% são pessoas na faixa de maior letalidade, ou seja, com idade acima de 60 anos. A maior parte dos infectados são pacientes “muito jovens”.

Além disso, do total de casos, 166 foram de contaminação fora do país (57%), 92 de transmissão local (32%) e 25 de transmissão comunitária (12%) e 7 casos estão em investigação (2%) – 1 no Distrito Federal e outro em Sergipe.

O ministro Luiz Henrique Mandetta não descartou a realização futura de hospitais de campanha e improvisação de leitos em escolas públicas. “Vamos precisar de muitos leitos para pacientes não muito graves para [estarem em] UTIs e [com estado de saúde] não leves para ir para casa”, afirmou.

O ministro explicou que o coronavírus tem abalado o sistema de saúde do mundo inteiro. “Não existe nenhum país com o sistema de saúde 100% preparado para ser, em massa, acionado para testes, diagnósticos, para isolamento, para internações hospitalares e em CTI”, disse.

“O Brasil tem 1 sistema de saude minimamente consolidado nas cidades de grande porte. Nós estamos procurando aumentar essa capacidade instaladaHospital. Pra isso, os estados nos informam quais leitos que fizeram a mais, eles serão inseridos no nosso sistema de pagamento”, afirmou.

Mandetta também fez 1 apelo sobre os cuidados com os idosos e alertou sobre o fato de que “nada impede” que 1 jovem necessite de cuidados “muito intensos” por possível agravamento do estado de saúde.

Para o ministro, os casos de covid-19 no Brasil devem elevar-se em abril e maio. Ele pediu à sociedade cuidado com medidas restritivas que podem parar grandes eixos, impedindo, por exemplo, que alimentos cheguem às grandes cidades.

Sobre medidas relacionadas às fronteiras no Brasil, Mandetta afirma que esta questão ficará sob a responsabilidade do ministro de Relações Exteriores, Ernesto Araújo. Fonte poder 360

Sua empresa em destaque, Informações só clicar aqui

[ads2]

[ads1]

[ads2]

Não é permitido replicar o conteúdo desse site.