sábado,

20/04/2024

Joinville/SC

Search
Close this search box.

Brasil exige visto para Austrália, Canadá e EUA a partir de 10 de janeiro

A partir de 10 de janeiro, turistas do Canadá, Austrália e Estados Unidos que desejam entrar no Brasil precisarão de visto.

Anteriormente, a data prevista para essa exigência era 1º de outubro de 2023, mas houve uma prorrogação.

O Ministério do Turismo enfatizou que a obrigatoriedade considera a data de chegada ao território brasileiro.

Dessa forma, turistas desses países que chegarem até 9 de janeiro estarão isentos da necessidade de visto.

A exigência, que antes valia para japoneses, australianos, canadenses e norte-americanos, foi estendida após um acordo Brasil-Japão, permitindo isenção mútua de vistos para estadias curtas (até 90 dias).

O ministério também mencionou ajustes no processo licitatório para contratar a empresa responsável pelos vistos eletrônicos.

Um novo decreto será publicado após a finalização desse trâmite.

Destacou-se ainda que o governo brasileiro mantém o interesse em negociar acordos de isenção de vistos com esses três países, baseados na reciprocidade e na igualdade entre as nações.

A partir de 10 de janeiro, turistas do Canadá, Austrália e Estados Unidos que desejam entrar no Brasil precisarão de visto.

Anteriormente, a data prevista para essa exigência era 1º de outubro de 2023, mas houve uma prorrogação.

O Ministério do Turismo enfatizou que a obrigatoriedade considera a data de chegada ao território brasileiro. Dessa forma, turistas desses países que chegarem até 9 de janeiro estarão isentos da necessidade de visto.

A exigência, que antes valia para japoneses, australianos, canadenses e norte-americanos, foi estendida após um acordo Brasil-Japão, permitindo isenção mútua de vistos para estadias curtas (até 90 dias).

O ministério também mencionou ajustes no processo licitatório para contratar a empresa responsável pelos vistos eletrônicos. Um novo decreto será publicado após a finalização desse trâmite.

Destacou-se ainda que o governo brasileiro mantém o interesse em negociar acordos de isenção de vistos com esses três países, baseados na reciprocidade e na igualdade entre as nações.

Você não pode copiar o conteúdo desta página
Pular para o conteúdo