Sexta, 27/05/2022
Joinville - SC
março 19, 2020
Compartilhar
Ouvir publicação

O comando da Polícia Militar de Blumenau emitiu uma nota sobre uma informação falsa que está circulando nas redes sociais onde assaltantes estão se passando por funcionários da vigilância sanitária, para entrar e assaltar residências.a

 a

[ads2]

[ads1]

No fim do áudio, a pessoa completa dizendo para todos redobrarem os cuidados. “Não abra a porta para ninguém, por favor. A minha família está toda em casa, não sei se a de vocês está. Então vamos redobrar o cuidado, é a segunda hoje que eu vi”. De acordo com a polícia, não existe nenhuma ocorrência desta natureza em Blumenau. Qualquer dúvida a respeito, a Polícia Militar pode ser acionada pela população via 190.

Polícia Civil emite nota sobre o assunto

Confira a nota:

Acerca do áudio veiculado em redes sociais com o relato de crimes praticados por falsos agentes da Vigilância Sanitária que estariam ingressando em condomínios residenciais, a Delegacia Regional de Polícia Civil de Blumenau esclarece que não houve qualquer comunicação de crime (boletim de ocorrência ou afim) noticiando tais fatos, razão pela qual se conclui que as informações constantes dos áudios são absolutamente falsas. 

De toda forma, é oportuno ressaltar que devem ser adotadas todas as medidas de cautela cabíveis ao receber pessoas em suas residências, questionando a identificação e solicitando credenciais do profissional.

No mais, é de extrema importância que se evite repassar fake news em redes sociais e que se procure a confirmação das notícias recebidas na imprensa confiável e com o Poder Público.

Secretaria de Saúde desmente áudio

Confira a nota na íntegra:

“A Secretaria de Promoção da Saúde de Blumenau, por meio da Diretoria de Vigilância em Saúde, esclarece que não está realizando visitas de inspeção, fiscalização, dedetização ou qualquer outra situação em condomínios e residências de Blumenau.

Apenas visitas já agendadas estão sendo realizadas neste momento pelos nossos órgãos.
Dessa forma orientamos a população só permita a entrada de servidores devidamente identificados com crachá”.

Sua empresa em destaque, Informações só clicar aqui

[ads2]

[ads1]

[ads2]

Block