Domingo, 14/08/2022
Joinville - SC
abril 3, 2020
Compartilhar
Ouvir publicação

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Furtos e Roubos de Cargas (DFRC) da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC), apreendeu na manhã desta quinta-feira (02) uma carga de 22 toneladas de açúcar roubada no Paraná e cerca de oito toneladas de fertilizantes.

 a

[ads2]

[ads1]

De acordo com o delegado Osnei Valdir de Oliveira, a apreensão ocorreu durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão no imóvel de um ex-vereador da cidade, que atualmente trabalha como assessor do deputado estadual Laércio Schuster (PSB) na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc). Apesar disso, não há indícios de ligação do deputado com o crime.

Os fertilizantes e agrotóxicos eram mantidos no imóvel, onde passavam pelo processo de adulteração e eram reembalados. Além dos produtos, também foram apreendidas diversas embalagens vazias e sem marca aparente utilizadas no envasamento, bem como balanças e demais equipamentos utilizados no processo.

De acordo com os policiais, cerca de sete toneladas do produto já haviam sido embaladas, descaracterizando a embalagem da fábrica. Diante dos fatos, os envolvidos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia, sendo instaurado Inquérito Policial para o completo esclarecimento dos fatos.

Deputado estadual Laércio Schuster (PSB) emitiu uma nota à imprensa. Veja:

Com relação às acusações que recaem sobre o ex-vereador de Luiz Alves, temos a esclarecer que assim que o deputado estadual Laércio Schuster tomou conhecimento da investigação em andamento, pela Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC), decidiu exonerar o até então assessor parlamentar. A contratação dele partiu de uma indicação do ex-deputado estadual Jean Kuhlmann. Cabe agora às autoridades competentes decidir se há ou não culpabilidade no que está sendo alegado contra o ex-vereador. Porém, como a política do Gabinete quanto às ações que envolvem os seus servidores é de TOLERÂNCIA ZERO, decidiu-se pela exoneração como sendo a medida mais adequada. A partir deste momento, portanto, o suspeito não integra mais a equipe de Gabinete do Deputado.

Sua empresa em destaque, Informações só clicar aqui

[ads2]

[ads1]

[ads2]

 

Block