Domingo, 22/05/2022
Joinville - SC

Anvisa aumenta lista de chocolates com risco de contaminação de salmonela

abril 30, 2022
Anvisa aumenta lista de chocolates com risco de contaminação de salmonela
Compartilhar
Ouvir publicação

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou na quinta-feira (28), uma nova resolução para recolhimento de produtos Kinder no Brasil, fabricados pela Ferrero Ardennes S.A., fábrica na Bélgica.

A nova Resolução determina que a empresa BerCom Produtos Alimentícios Eireli faça o recolhimento de todos os lotes de 11 produtos que possa ter importado para o Brasil. A resolução foi publicada a partir da constatação de que essa empresa, a BerCom, também importou chocolates Kinder produzidos na fábrica da Bélgica.

Todos os chocolates da marca Kinder fabricados na Bélgica pela Ferrero Ardennes SA estão proibidos para comercialização, distribuição, importação e uso no Brasil. Os produtos dessa fábrica foram alvo de alerta internacional a partir da comunicação de um surto de Salmonella typhimurium em chocolates da marca.

 

A empresa Ferrero no Brasil já havia informado que não importa produtos desta linha para o Brasil. No entanto, a própria empresa protocolou junto à Anvisa o pedido de recolhimento voluntário em nome da Ferrero, já que foi constatado que outras empresas importadoras trouxeram lotes fabricados na Bélgica para o Brasil de forma independente.

De acordo com a Ferrero, a companhia informou às autoridades brasileiras a decisão de “recall voluntário e preventivo de qualquer versão do produto KINDER SCHOKO-BONS, fabricados na Bélgica”.

Segundo eles, apesar de a companhia não realizar importação nem comercialização da mercadoria no País, “tomamos conhecimento de que empresas terceiras, com as quais não mantemos relações comerciais, o importaram de forma independente”, comunica a Ferrero, por meio de nota.

“A Ferrero se voluntariou a recolher os produtos da linha Schoko-Bons porque, até o momento, é o único que a companhia tem conhecimento de que entrou no país a partir da importação de empresa terceira, com a qual não mantemos relações comerciais”, disse a Ferrero, por meio de sua assessoria. “E é o único que a Anvisa identificou registro de licença de importação. Ou seja, não temos conhecimento de outro produto em circulação no Brasil.”

Confira os chocolates recolhidos pela Anvisa:

  • Kinder Surprise Maxi 100 G (todos fabricados por Ferrero Ardennes SA Belgica);
  • Kinder Surprise 1 X 20 G (todos fabricados por Ferrero Ardennes SA Belgica);
  • Kinder Surprise 3 X 20 G Total 60 G (todos fabricados por Ferrero Ardennes SA Belgica);
  • Kinder Surprise 4 X 20 G Total 80 G (todos fabricados por Ferrero Ardennes SA Belgica);
  • Kinder Schoko Bons Branco White e ou Cacau 46G 125 G E 200G (todos fabricados por Ferrero Ardennes SA Belgica);
  • Kinder Schoko Bons 300 G (todos fabricados por Ferrero Ardennes SA Belgica);
  • Kinder Mix Peluche 133 G (todos fabricados por Ferrero Ardennes SA Belgica);
  • Kinder Mix Advent Calendar 127 G (todos fabricados por Ferrero Ardennes SA Belgica);
  • Kinder Mini Eggs Hazelnut 100 G (todos fabricados por Ferrero Ardennes SA Belgica);
  • Kinder Mini Eggs Mix 250 G (todos fabricados por Ferrero Ardennes SA Belgica);
  • Kinder Happy Moments162 G (todos fabricados por Ferrero Ardennes SA Belgica);
Block