Domingo, 03/07/2022
Joinville - SC

Amigos criam vaquinha para ajudar vítima de agressão no Comasa

fevereiro 5, 2022
Amigos criam vaquinha para ajudar vítima de agressão no Comasa
Compartilhar
Ouvir publicação

Com o objetivo de arrecadar fundos para a mulher que foi covardemente espancada na frente de seus dois filhos, um grupo de amigos se mobilizou e criou uma vaquinha online. No valor de 25 mil reais, a soma angariada na vaquinha poderá custear tratamento da mulher que está desempregada.

Para colaborar, clique aqui.

Luana Angélica dos Santos de 28 anos foi atacada dentro de casa por um homem no bairro Comasa. De acordo com o relato de uma irmã da vítima, ela enviou mensagens pedindo socorro aos familiares quando percebeu que o suspeito estava entrando na residência em que mora com dois filhos, de 1 e 6 anos. Luana se escondeu dentro do quarto com os filhos, mas o agressor conseguiu estourar a porta. Além socos, ela sofreu cortes provocados por uma faca, informou a PM.

Na delegacia, o suspeito afirmou que usou drogas e entrou em uma residência que não conhecia e agrediu a mulher.

“Ele admitiu que agrediu ela, mas disse que não estuprou ela. A questão do estupro foi questões posteriores, extras e apresentadas pelos policias militares”, explicou o delegado. 

Clique aqui e participe do grupo

de Whatsapp Aconteceu em Joinville

VÍDEO: Vítima de espancamento grava vídeo com relato da agressão

A mulher que foi agredida a facadas durante uma tentativa de estupro na última quarta-feira (2), no bairro Comasa, divulgou um vídeo em uma rede social nesta sexta-feira (04), relevando detalhes sobre as agressões. Ela foi espancada na frente de seus dois filhos . A mulher segue internada no Hospital Municipal São José. O agressor foi preso em flagrante.

A mulher publicou nas redes sociais outro crime praticado pelo homem.

Na última quarta-feira fui violentamente agredida dentro da minha casa e na frente dos meus filhos por um maníaco chamado Cristiano. Em 2021, o Cristiano espancou o próprio pai com socos e chutes na cabeça. Também desferiu um soco na cabeça da mãe, levando-a ao chão. No depoimento à polícia, Cristiano contou que os vizinhos temeram pela vida do seu pai.

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Block