Segunda, 16/05/2022
Joinville - SC
outubro 23, 2020
Compartilhar
Ouvir publicação

Uma operação em conjunto da Polícia Civil e da Polícia Militar resultou na prisão de um homem com 70 anos que teria estuprado uma mulher, no seu local de trabalho durante uma sessão de hipnose. Durante as buscas, os investigadores foram em clínicas que trabalham com hipnose e parapsicologia para saber se alguém o conhecia.

Participe do grupo de Whatsapp Aconteceu em Joinville – Clique Aqui

O crime foi registrado por volta do meio-dia, em um estabelecimento comercial localizado na rua Dr. João Colin. A vítima, uma mulher de 24 anos acionou a polícia no início da tarde. O crime ocorreu durante o horário do almoço, no momento ela estava sozinha no local.

Após obtidas as primeiras informações e realizada a colheita das imagens de câmeras de monitoramento da região, foi possível fazer o caminho de fuga após o suspeito sair da loja onde o crime ocorreu.

Os policiais da DPCAMI Joinville foram em clínicas que trabalham com hipnose e parapsicologia para saber se alguém o conhecia. Isto porque, analisando o relato preliminar da vítima verificou-se que o agente se utilizou da hipnose para conseguir manter relação sexual com aquela e fazer com que ela entregasse o valor em dinheiro.

O acusado ingressou no estabelecimento que a vítima trabalha, supostamente para evangelizá-la.
De acordo com as imagens obtidas no local do fato, o autor manda a vítima ler um livro, colocar a mão em cima dele, faz uma espécie de ritual.  Após realizado o atendimento médico, como de praxe para as vítimas de violência sexual, a jovem prestou declarações na delegacia.

O relato dela é compatível com as imagens obtidas, apesar de certa confusão mental diante do ocorrido. Identificado o autor dos fatos, a vítima procedeu ao reconhecimento e os policiais seguiram para tentar encontrá-lo, em ato contínuo.

O acusado, tentou se defender afirmando que não teria praticado o crime. Após cair em contradição, o homem a afirmou que teria um caso com a vítima.

O homem, que é natural do Paraná e já possui passagens por estupro nas cidades de Blumenau e em Curitiba, foi preso em um hotel próximo à rodoviária de Joinville. Apenas uma diária foi constatada no nome do suspeito, mas a polícia irá investigar se ele passou por outros estabelecimentos na cidade.

Sua empresa em destaque, Informações só clicar aqui

[ads2]

[ads1]

[ads2]

Block