domingo,

23/06/2024

Joinville/SC

Search
Close this search box.

A importância do respeito, normas internas e diálogo para a harmonia em condomínios

A importância do respeito, normas internas e diálogo para a harmonia em condomínios

Viver em um condomínio residencial é uma experiência única que exige uma dose extra de convivência e respeito entre os moradores.

Essa convivência não apenas contribui para um ambiente mais agradável, mas também fortalece os laços comunitários.

No entanto, para que isso aconteça, é essencial que cada morador compreenda e pratique o respeito como um valor fundamental na vida condominial.

O primeiro aspecto a ser considerado é o respeito às normas internas do condomínio.

Cada comunidade possui regras condicionais para garantir o bem-estar de todos.

Desde o horário de silêncio até as normas de utilização das áreas comuns, seguir essas diretrizes demonstram não apenas respeito pelas disposições, mas também uma consciência do impacto das ações individuais no coletivo.

Em entrevista ao jornalista Wagner Dias no PodMorar: O Podcast do Mercado Imobiliário, o diretor vice-presidente da BRCondos, Fernando Willrich, destaca que o Regimento Interno é um documento fundamental para os condomínios.

“O Regimento Interno é um documento muito usado para regrar os usos das áreas coletivas e até mesmo da própria unidade habitacional. Define o horário que pode fazer mudanças, obras, som alto e também regras para o uso das áreas comuns do condomínio. É possível criar regras para regulamentação, mas elas não podem ultrapassar os limites legais da sociedade como um todo”, lembra Fernando.

Além disso, é crucial que os moradores estejam atentos à privacidade de seus vizinhos.

Respeitar a individualidade e o espaço pessoal é um elemento-chave para a convivência saudável.

Evitar comportamentos invasivos e preservar a tranquilidade do ambiente contribui para a construção de um clima de confiança entre os condomínios.

Fernando também afirma que, de uma maneira geral, as pessoas estão cada vez mais preparadas para viver em condomínio.

“Houve um período, principalmente quando surgiu do Minha Casa Minha Vida, trouxe para o ambiente condominial toda uma população que não estava acostumada em morar em condomínio. Mas hoje isso já está bastante consolidado e muitas dessas pessoas já estão partindo para um segundo imóvel”, destaca.

Por fim, é importante destacar que o diálogo é fundamental para a construção de um ambiente harmonioso.

Resolver conflitos de maneira civilizada e aberta, buscando o entendimento mútuo, evita desgastes desnecessários.

O respeito, aliado à comunicação eficaz, é a base para a construção de uma comunidade condominial que promova o bem-estar e a felicidade de todos os seus moradores.

Confira a entrevista completa em https://youtu.be/LatSCNjtH6U?t=170

Você não pode copiar o conteúdo desta página
Pular para o conteúdo