Quarta, 29/06/2022
Joinville - SC

70% das rodovias estaduais estão em boas condições, diz governo catarinense

maio 20, 2022
70% das rodovias estaduais estão em boas condições, diz governo catarinense
Compartilhar
Ouvir publicação

Em Santa Catarina, de cada 10 quilômetros de rodovias estaduais, as chamadas SCs, sete quilômetros estão em regular, bom ou ótimo estado. É o que revela levantamento feito pela Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade usado para orientar ações de manutenção e restauração das estradas.

Os números são resultado do investimento do Governo do Estado, que desde 2019 aplicou cerca de R$ 307 milhões em ações como tapa buracos, roçadas e revitalização de pavimento. Em obras de maior porte, como implantação, pavimentação, ampliação ou duplicação, o investimento passa de R$ 1,2 bilhão e irá chegar a R$ 3 bilhões com as rodovias que estão em licitação.

 

A melhora do cenário nos últimos três anos e meio reflete a prioridade dada à infraestrutura, como ressalta o governador Carlos Moisés:

SONORA

Ao comparar os investimentos feitos em conservação rodoviária em 2018 e em 2022, por exemplo, o valor aplicado quase triplicou. Foram cerca de R$ 32 milhões investidos naquele ano e R$ 118 milhões apenas entre janeiro e abril do ano atual.

Diferentemente de estudos de outras entidades, como Fiesc e Confederação Nacional do Transporte, que avaliam os principais eixos rodoviários, a Secretaria monitora todos os 5.077 quilômetros de estradas estaduais pavimentadas. Em 2018, um levantamento da Fiesc apontou que 74% das rodovias catarinenses precisavam de melhorias.

Os números demonstram uma melhora geral da conservação das estradas desde 2019. O relatório relativo a 2018, que usava metodologia semelhante, mas foi realizada por empresa privada contratada pelo então Deinfra, apontava que 40,5% das vias estavam em estado péssimo ou ruim, completamente esburacadas. Com o trabalho que vem sendo realizado, o percentual de rodovias consideradas ruins ou péssimas, em 2022, caiu para quase 27%. Neste ano, 2,4% das vias estaduais são consideradas péssimas. Em contrapartida, 73,1% vão de regulares a ótimas.

Atualmente o Estado também investe em mais de 50 obras estruturantes, de restauração completa, com aumento de capacidade e de pavimentação de estradas de terra. Pelo menos mais 35 obras estão com projeto pronto para serem licitadas e cerca de 100 projetos estão em execução. Entre os critérios usados pela Secretaria estão a situação do pavimento, acostamento, drenagem e sinalização.

Block