Home » Segurança » VÍDEO – Cliente negro é espancado até a morte por segurança do Carrefour no RS
Ministro Luiz Fux fez um minuto de silêncio em cerimônia; Alexandre de Moraes e Gilmar Mendes se manifestaram nas redes sociais / Reprodução

VÍDEO – Cliente negro é espancado até a morte por segurança do Carrefour no RS

A Polícia Civil do Rio Grande do Sul investiga o espancamento brutal seguido de morte de João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, que ocorreu na noite dessa quinta-feira (19) na porta de uma unidade do supermercado Carrefour. A loja fica no Bairro Passo d’Areia, na Zona Norte de Porto Alegre.


Participe do grupo de Whatsapp Aconteceu em Joinville – Clique Aqui

s
a

De acordo com o delegado Leandro Bodoia, plantonista da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa, teria havido um desentendimento entre a vítima e funcionários. Testemunhas disseram que João Alberto fez “gestos agressivos” dentro do supermercado enquanto passava as compras pelo caixa. “Não foi nada muito grave”, diz o delegado. Neste momento, os seguranças foram chamados e o conduziram para fora da loja. A esposa da vítima seguiu dentro do estabelecimento finalizando a compra.

Segundo Bodoia, câmeras de segurança mostraram o homem desferindo um soco no segurança. Neste momento teriam começado as agressões. Além do segurança do Carrefour, um policial militar temporário que estaria no local como cliente também participou do crime. Quando a esposa de João Alberto saiu do supermercado em direção ao estacionamento, viu a cena. Uma ambulância do Samu foi ao local e tentou reanimá-lo, mas ele não resistiu às agressões. Os suspeitos foram presos em flagrante.

Em um vídeo que circula pela redes sociais, a vítima está gritando enquanto recebe socos no rosto. Ao fundo, uma pessoa grita “vamos chamar a Brigada (Militar)”. Uma mulher vestindo uma camisa branca e um crachá, que também seria funcionária do supermercado, aparece ao lado dos agressores filmando a ação. Ela já foi identificada e será ouvida.

Supermercado ‘lamenta’

A rede Carrefour se manifestou sobre o caso por meio de nota. O supermercado informou que “romperá o contrato com a empresa que responde pelos seguranças que cometeram a agressão” e desligará o funcionário que estava no comando da loja no momento do incidente.
A rede também disse que “lamenta profundamente o caso e providenciará o “suporte necessário” à família da vítima.
Leia a o texto na íntegra:
“O Carrefour informa que adotará as medidas cabíveis para responsabilizar os envolvidos neste ato criminoso. Também romperá o contrato com a empresa que responde pelos seguranças que cometeram a agressão. O funcionário que estava no comando da loja no momento do incidente será desligado. Em respeito à vítima, a loja será fechada. Entraremos em contato com a família do senhor João Alberto para dar o suporte necessário.
 
O Carrefour lamenta profundamente o caso. Ao tomar conhecimento deste inexplicável episódio, iniciamos uma rigorosa apuração interna e, imediatamente, tomamos as providências cabíveis para que os responsáveis sejam punidos legalmente.
 
Para nós, nenhum tipo de violência e intolerância é admissível, e não aceitamos que situações como estas aconteçam. Estamos profundamente consternados com tudo que aconteceu e acompanharemos os desdobramentos do caso, oferecendo todo suporte para as autoridades locais”.
Facebook Comments

About Redação

Redação
É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do editor da revista. O portal de notícias Aconteceu em Joinville tem o compromisso de levar a informação a população joinvilense através de noticias da nossa região com agilidade e fidelidade aos fatos.
error: Todos os direitos reservados - Aconteceu em Joinville