Home » Joinville » Caxias comemora 100 anos com uma série de atividades no Ernestão
Há uma história que o Caxias foi o resultado da fusão de dois clubes: o Vampiro e o Teutônia / Arquivo / Arquivo

Caxias comemora 100 anos com uma série de atividades no Ernestão

Nesta segunda-feira, (12), o Gualicho completou 100 anos e comemorou a data com uma série de atividades no Estádio Ernestão.

Participe do grupo de Whatsapp Aconteceu em Joinville – Clique Aqui

s
a

O clube tem planos para chegar estruturado para a próxima competição da cidade e entre os objetivos está o retorno ao futebol profissional. Desde que foi rebaixado da Segunda para a Terceira Divisão Catarinense, o Caxias participa de competições amadoras da cidade.

O maior patrimônio do clube – o Estádio Ernesto Schlemm Sobrinho chegou a ser leiloado pela Justiça, mas o leilão foi anulado. Parte do terreno foi vendido e o dinheiro foi utilizado para para pagar dívidas. Depois que a arquibancada coberta for reformada, os caxienses acreditam que estarão em condições de voltar ao futebol profissional.

História

Há uma história muito divulgada na cidade de que o Caxias foi fundado no dia 12 de outubro de 1920 como resultado da fusão de dois clubes: o Vampiro e o Teutônia, mas essa história carece de fontes seguras. Assim, do primeiro teria herdado a cor preta e, do segundo, a cor branca.

A reunião de fundação ocorreu na residência da família Marquardt e contou com a presença de Antônio Vian, Armandos Paul, Edgar Schneider, Felipe Zattar, Genoviano Rodrigues, Jaser Vieira, Joaquim das Neves, João Lorenzi, Osvaldo Marquardt, Paulo Kock e Rigoletto Conti. O nome do clube é uma homenagem ao Luís Alves de Lima e Silva, o Duque de Caxias e Patrono do Exército Brasileiro. Seu primeiro presidente foi Osvaldo Marquardt.

A primeira partida da história do Caxias ocorreu no dia 6 de março de 1921, em comemoração ao 70º aniversário da cidade de Joinville, quando venceu o América na casa do adversário por 2 a 1. Os gols do Caxias foram marcados por Afonso Kruger e Waldemar Moreira, enquanto Alfredinho Zattar descontou para o América. O Caxias entrou em campo com: Paschoa, Camarão, Braga, Mané Gaspar, Paulo Koch, Joaquim da Neves, Carlos Butschardt, Afonso Kruger, Carlos Lopes, Candinho e Waldemar Moreira.

Em 1929, sagrou-se campeão citadino de Joinville, vencendo o América na final por 1 a 0, garantindo o direito de disputar o Campeonato Catarinense pela primeira vez. Na estreia estadual, derrotou o Lauro Müller por 3 a 0. Em seguida, bateu o Pery de Mafra por 2 a 1. Na decisão estadual, aplicou uma goleada de 7 a 3 no Adolfo Konder, em Florianópolis, e tornou-se o primeiro clube do interior a conquistar o Campeonato Catarinense.

Os gols do Caxias foram marcados por Cilo (2), Raul Schmidlin (2), Reeck e Cirilo, e o clube estava assim escalado: Benedito, Candinho, Chiquito, Marinheiro, José, Otto Senff, Meyer, Cirilo, Raul Schmidlin, Cilo e Reeck.  Em 10 de outubro de 1964 foi declarado de “utilidade pública” por Celso Ramos, Governador de Santa Catarina.

Em 1971 o seu rival foi campeão catarinense, o então presidente do América Futebol Clube disse: “Ou Caxias e América se unem, ou o futebol da cidade de Joinville chegará ao caos”. Realmente o americano sabia do que estava falando. Ele morreu dois anos depois sem ver o sonho realizado

A fusão começou a ser planejada em 1975, quando o presidente do Caxias Pedro Belarmino da Silva ligou para companhia Hansen, para marcar uma reunião com João Hansen Neto. Explicou a situação crítica que o clube vivia – que não era segredo para João Hansen também – e cogitou a possibilidade de uma ajuda maior para sanar as dívidas que se acumulavam. João, por sua vez, reacendeu a ideia de unir as duas equipes da cidade, contribuindo assim como uma boa quantia para a sustentação do novo time.

A solução encontrada por um dos dirigentes do Caxias, no sentido de pelo menos remediar momentaneamente os problemas do clube, foi de convidar para a presidência o industrial João Hansen Júnior, da Tubos e Conexões Tigre.

A partir daí, o único e difícil passo para se criar um novo clube em Joinville foi obter a aprovação dos caxienses e americanos. Porém prevaleceu o bom senso e, em 29 de janeiro de 1976, foi criada a nova agremiação com a personalidade jurídica de Joinville e constituída também a sua primeira diretoria sob a presidência de Waldomiro Schützler.

Sua empresa em destaque, Informações só clicar aqui

Facebook Comments

About Redação

Redação
É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do editor da revista. O portal de notícias Aconteceu em Joinville tem o compromisso de levar a informação a população joinvilense através de noticias da nossa região com agilidade e fidelidade aos fatos.
error: Todos os direitos reservados - Aconteceu em Joinville