Últimas notícias
Home » Santa Catarina » Municípios do Planalto Norte recebem Cartas de Inundação
VOGEL PAINÉIS
A iniciativa dá embasamento técnico para os órgãos municipais na previsão de cheias, inundações e para o apoio na operação de projetos.

Municípios do Planalto Norte recebem Cartas de Inundação

Compartilhe

Mais quatro municípios catarinenses receberam as Cartas de Inundação neste terça-feira, 12. Canoinhas, Mafra, Três Barras e Porto União, no Planalto Norte, foram os beneficiados nesta etapa da ação do Governo do Estado que irá contemplar, ao todo, 35 cidades, com investimento total de R$ 2,5 milhões.

Participe das PROMOÇÕES  do  AJ no You Tube –  Clique aqui e se inscreva

Siga-nos também no Instagram!  Clique Aqui

Siga-nos  no Twitter ! Clique Aqui

Participe do Facebook  Aconteceu em Joinville – Clique Aqui

A cerimônia de entrega ocorreu na Câmara Municipal de Canoinhas e contou com a presença do Chefe da Defesa Civil de Santa Catarina, João Batista Cordeiro Junior.  Cartas de Inundação e Sistema de Previsão de Eventos Hidrológicos Críticos são de fundamental importância no planejamento nas ações de proteção e defesa civil.

A iniciativa dá embasamento técnico para os órgãos municipais na previsão de cheias, inundações e para o apoio na operação de projetos. As Cartas também podem ser usadas no mapeamento e na análise de riscos hidrológicos, redes de monitoramento e alerta, e como ferramenta para o planejamento urbano dos municípios.

“Todos os anos as inundações e estiagens atingem os catarinenses e essas situações são agravadas pela ocupação desordenada. Planejando as ações e buscando soluções definitivas estamos cada vez mais construindo um Estado resiliente”, explicou João Batista.

Segundo o coordenador regional de Defesa Civil, Clodoaldo Ribas dos Santos, atualmente os municípios da região da Amplanorte (Associação dos Municipios do Planalto Norte) estão trabalhando na revisão dos planos diretores e nova ferramenta chega no momento certo: “A prevenção no ordenamento urbano dos municípios é a melhor forma de se evitar futuras perdas, sejam elas econômicas ou de vidas”.

Já o coordenador de monitoramento e alerta da Defesa Civil de Santa Catarina, Frederico Rudorff, destacou que é uma ação de prevenção e de planejamento que vai impactar diretamente nos municípios beneficiados. “Podemos minimizar os prejuízos com sistemas de alertas e gestão de cheias. A informação antecipada pode minimizar danos, prejuízos e preservar vidas. Assim preparamos nosso Estado para os mais diferentes fenômenos meteorológicos”, completou.

Facebook Comments
error: Todos os direitos reservados - Aconteceu em Joinville