Últimas notícias
Home » Segurança » Comarca de Joinville programa 16 júris populares para o mês de novembro
VOGEL PAINÉIS
Primeira Sessão do Juri Foi realizado nesta segunda-feira, onde o acusado foi condenado a 14 anos de reclusão por feminicidio /

Comarca de Joinville programa 16 júris populares para o mês de novembro

Compartilhe

A Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Joinville contará com 16 julgamentos durante todo o mês de novembro. Este número é superior ao registrado nos meses anteriores, quando são realizadas de 8 a 12 sessão de julgamento por mês. O mutirão faz parte do “Mês Nacional do Júri”, programa criado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Siga-nos também no Instagram!  Clique Aqui

Siga-nos  no Twitter ! Clique Aqui

Em regra, as sessões serão presididas pelo juiz Gustavo Henrique Aracheski, que é titular da Vara do Tribunal do Júri da Comarca da cidade mais populosa de Santa Catarina.  “Serão julgados crimes dolosos contra a vida (homicídio e tentativa de homicídio) que aconteceram em Joinville, especialmente processos de réus presos, mais antigos e também os feminicídios”, informa o juiz titular.  No ano passado, em todo o Brasil, foram realizados mais de 3.500 júris no mês de novembro, segundo informações do CNJ.

Primeira Sessão do Juri Foi realizado nesta segunda-feira

Terminou na tarde desta segunda-feira, (04), o julgamento de um homicídio ocorrido em 2002, no bairro Nova Brasília.  O julgamento teve início às 9 horas, no Fórum de Joinville.

Segundo acusação do Ministério Público, como o réu e a vítima (uma mulher) não estavam conseguindo se acertar no valor do troco durante a negociação de drogas, o réu está sendo acusado de atirar no ombro (região da clavícula) da moça, ocasionando sua morte no próprio local.    Durante vários anos, o réu ficou desaparecido e, por este motivo, o processo ficou parado. Em 2002, a vítima tinha 22 anos e o réu tinha 40.

Resultado do Juri 

O réu foi condenado a 14 anos de reclusão, em regime fechado.  Como o réu foi citado, via edital, mas não compareceu ao julgamento e seu domicílio é desconhecido, o acusado teve sua prisão preventiva decretada logo após o término do julgamento.

About Redação

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do editor da revista. O portal de notícias Aconteceu em Joinville tem o compromisso de levar a informação a população joinvilense através de noticias da nossa região com agilidade e fidelidade aos fatos.
error: Todos os direitos reservados - Aconteceu em Joinville