Últimas notícias
Home » Segurança » Desaparecimento da menina Emili completa 5 anos: ‘Praticamente certeza que está viva’, diz delegado
VOGEL PAINÉIS

Desaparecimento da menina Emili completa 5 anos: ‘Praticamente certeza que está viva’, diz delegado

Compartilhe

desaparecimento de Emili Miranda Anacleto completa cinco anos nesta terça-feira (21). Para a Delegacia de Polícia de Pessoas Desaparecidas (DPPD), a menina está viva e as investigações continuam. Na época do sumiço, ela tinha 1 ano e 11 meses e morava em Jaraguá do Sul.

Siga-nos também no Instagram!  Aconteceu em Joinville – Clique Aqui!



Emili foi levada pelo pai Alexandre Anacleto, da casa de onde vivia com a mãe, no dia 21 de maio de 2014. Os pais eram separados e viviam em conflito, segundo a polícia. Logo depois, o corpo do pai foi encontrado carbonizado em um carro em Barra Velha. Em 2015, a polícia chegou até comparar o DNA da mãe da criança com uma menina encontrada morta nos Estados Unidos, mas o resultado foi negativo.

“O caso não está esquecido pela DPPD. Temos praticamente certeza que ela está viva”, disse o delegado Wanderley Redondo. Para não atrapalhar o andamento das investigações, nenhum detalhe foi fornecido pela polícia.

Emili, desaparecida em 2014 — Foto: Reprodução/RBSTV

Emili, desaparecida em 2014 — Foto: Reprodução/RBSTV

Ainda em 2014, em Jaraguá do Sul, a investigação ficou sob responsabilidade da delegada Milena de Fátima Rosa. A delegada foi transferida para outra comarca, mas nesta terça-feira (21) relembrou os caminhos da investigação.

“Tudo que foi possível fazer na época, nós ficamos anos investigando, foi feito. Teve várias situações no Paraná e em Santa Catarina de pessoas com características da Emili que fomos atrás. Nós pedimos mandado de busca e apreensão, foram todos verificados, e não obtivemos exito”, disse a delegada.

Carro do pai Anacleto foi encontrado carbonizado — Foto: Polícia Civil/Divulgaçãp

Carro do pai Anacleto foi encontrado carbonizado — Foto: Polícia Civil/Divulgação

A delegada também acredita que a menina possa estar viva. “Como a gente não teve nenhuma informação nestes últimos cinco anos, de uma criança que tenha sido encontrada, algum corpo de uma criança com as características, idade, etc, exceto a situação de Boston, a gente não tem nenhuma informação neste sentido. Por isso, ela pode estar viva sim”, completa a delegada.

O inquérito policial já foi encaminhado para a Justiça, sem apontar nenhum culpado pelo desaparecimento. As buscas continuam atreladas a denúncias, segundo a Polícia Civil. Com informações de  G1 SC

About Redação

Redação
É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do editor da revista. O portal de notícias Aconteceu em Joinville tem o compromisso de levar a informação a população joinvilense através de noticias da nossa região com agilidade e fidelidade aos fatos.
error: Todos os direitos reservados - Aconteceu em Joinville