Últimas notícias
Home » Joinville » Mutirão da Vigilância Ambiental e Batalhão vistoriou mais de mil residências no Fátima
VOGEL PAINÉIS

Mutirão da Vigilância Ambiental e Batalhão vistoriou mais de mil residências no Fátima

Compartilhe

No balanço de três dias de mutirão de combate ao mosquito transmissor da dengue, zika vírus e febre chikungunya esta semana no bairro Fátima, a Vigilância Ambiental de Joinville visitou mais de mil residências e comércio e eliminou três mil recipientes que eram potenciais criadouros do mosquito Aedes Aegipty como pneus, embalagens plásticas, vasilhames, pratos de vasos, calhas.

Participe do Facebook  Aconteceu em Joinville – Clique Aqui

Siga-nos também no Instagram!  Aconteceu em Joinville – Clique Aqui!




“Nossas equipes foram bem recebidas pelos moradores, que ajudaram na eliminação desses recipientes com água. Em alguns casos foram emitidas advertências”, destacou a coordenadora da Vigilância Ambiental, Nicoli dos Anjos.

Esse primeiro mutirão foi realizado durante três dias, de segunda a quarta-feira, com nove equipes formadas por agentes da Vigilância Ambiental e soldados do 62º Batalhão de Infantaria. O bairro Fátima é um dos mais infestados pelo mosquito, concentrando 10% dos focos da cidade.

O trabalho, realizado em conjunto com o Exército, é uma medida para o combate do transmissor da dengue, doença que teve dois casos de transmissão dentro do município confirmados neste ano.

 

Até esta semana, somente neste ano Joinville registrou 783 focos do mosquito, o que corresponde a 97% do total de 806 focos de 2018.

Jarivatuba e Boa Vista

Nesta sexta-feira (22) os mutirões prosseguem nos bairros Jarivatura e Boa Vista. “Esse trabalho é educativo para os moradores e bom para nossos agentes pelo contato direto com a comunidade. Enquanto a população não estiver conscientizada sobre as medidas de prevenção, vamos continuar com ações de combate”, destaca a coordenadora Nicoli dos Anjos.

Para quem tem a suspeita de algum foco do mosquito, basta ligar para a Ouvidoria da Prefeitura de Joinville, no telefone 156, e fazer a denúncia. Caso o foco do mosquito Aedes aegypt seja confirmado, o proprietário e/ou morador recebe orientações e, se não as seguir, fica sujeito a multa de 2 a 10 UPM’s (Unidade Padrão Municipal). Em março, a UPM é de R$ 288,42.

About Redação

Redação
É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do editor da revista. O portal de notícias Aconteceu em Joinville tem o compromisso de levar a informação a população joinvilense através de noticias da nossa região com agilidade e fidelidade aos fatos.
error: Todos os direitos reservados - Aconteceu em Joinville