Quinta, 02/12/2021
Joinville - SC

PIB: SC entre os estados que mais cresceram

novembro 12, 2021
PIB: SC entre os estados que mais cresceram
Compartilhar
Ouvir publicação

De acordo com o IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o PIB de 13 estados apresentou aumento em 2019 acima da média nacional de 1,2% 3 alcançaram cerca de R$ 7,4 trilhões. No total, 22 unidades da federação tiveram crescimento naquele ano, conforme o levantamento Contas Regionais 2019, divulgadas nesta sexta-feira (12) pelo órgão.

Santa Catarina ocupa a quarta posição, com 3,8% de crescimento, liderado pelo estado do Tocantins com a maior alta, de 5,2%, e seguido por Mato Grosso (4,1%), Roraima (3,8%), e na quinta colocação Sergipe (3,6%). Em relação a quedas, a maior retração ocorreu no Espírito Santo (-3,8%). Pará (-2,3%), Piauí (-0,6%) e Mato Grosso do Sul (-0,5%) completam a lista das reduções e Minas Gerais ficou estável. As demais altas foram abaixo do índice nacional.

Entre os estados que apresentaram queda no PIB em 2019, no Espírito Santo e no Pará a retração da economia foi vinculada às indústrias extrativas, com redução na extração de minério de ferro. O Piauí apresentou queda na agricultura e no comércio e reparação de veículos automotores e motocicletas. Já no Mato Grosso do Sul, houve decréscimo na cadeia de produção da celulose, além do cultivo de soja e criação de bovinos e suínos.

Concentração regional

O Sudeste, que tem a maior participação no PIB nacional, diminuiu de 53,1% para 53%, com a desaceleração das economias fluminense e capixaba.

Na passagem de 2018 para 2019, as regiões Norte (0,2 p.p.) e Sul (0,1 p.p.) elevaram suas participações, alcançando 5,7% e 17,2%, respectivamente.

Nordeste teve redução de 0,1 ponto percentual, respondendo em 2019 por 14,2% das riquezas produzidas no país. O Centro-Oeste se manteve no mesmo patamar de contribuição para a economia brasileira, com 9,9% do total.

O estado de São Paulo concentra cerca de um terço do PIB nacional, com R$2,35 trilhões. Na série histórica, SP passou de 34,9% da economia brasileira em 2002 para 31,8% em 2019.

Entre as unidades da federação, todos os estados das regiões Norte e Nordeste têm o PIB per capta menor do que o nacional, enquanto no Sul todos os estados estão acima.

 

Block